Pais e filhos.

Eu tenho uma coisa para tranquilizar a alma dos pais e mães que nesse momento estão preocupados com a educação, atitudes, comportamentos e futuro dos seus filhos.

Você não precisa se preocupar.

Os seus filhos já nasceram prontos.

Mesmo que você seja um pai ou uma mãe ausente, os seus filhos carregam a herança genética da sua família. Uma criança recebe mais de 200 genes transmitidos de geração para geração!

Portanto, fica tranquilo. Os seus filhos terão as mesmas características que você viu nos seus pais, nos seus avós ou bisavós.

Fica tranquilo! Mesmo que você não consiga desenvolver um papo aberto sobre sexo, drogas, bebida, profissão, religião e relacionamentos com os seus filhos, os garotos vão se transformar naquilo que você é, ou naquilo que os seus pais e avós foram ou tentaram ser.

HOJE eu com 51 anos de idade vejo o meu pai, a minha mãe e os meus avós dentro de mim como eu nunca vi.

Como dizia Renato Russo:

“Você me diz que seus pais não lhe entendem.
Mas você não entende seus pais.
Você culpa seus pais por tudo.
E isso é absurdo
São crianças como você
O que você vai ser
Quando você crescer?”

A foto ao lado mostra os meus três filhos a frente do busto do meu bisavô – o tataravô deles – José Gatto, em Tambaú, interior de São Paulo.

O meu bisavô, José Gatto, foi prefeito da cidade de Tambaú em três diferentes mandatos no século passado. O meu bisavô foi político, empreendedor e pai de 8 filhos, 6 mulheres e 2 homens.

Depois de morto o meu bisavô foi homenageado com o seu busto na praça da cidade e com o seu nome na avenida principal.

A casa onde ele morou a vida inteira com a minha Vó Madalena e os seus oito filhos – e onde eu passei incontáveis e felizes finais de semana quando eu era criança -, se transformou na sede do museu da cidade.

Eu conheci o meu bisavô quando eu era criança. Eu tive a sorte de conviver alguns anos com ele e escutar as suas histórias.

Eu me lembro do dia em que ele morreu na cama da sua casa em Tambaú cercado pelos filhos, filhas, netos e bisnetos. Eu devia ter uns 5 anos de idade. Eu estava brincando na varanda quando o meu pai me chamou para entrar no quarto do meu bisavô para me despedir.

Aquele quarto com aquele monte de gente ao redor da cama do meu bisavô embaixo de um lençol super branco foi muito marcante para mim. Eu me lembro dessa cena como se fosse hoje. Eu sorriu para mim, eu dei um beijo na sua mão, ele disse que eu e os meus irmãos estavam lindos, e a gente saiu. Ele morreu cercado por toda a sua família. Deve ter sido muito emocionante para as suas filhas e filhos.

O meu bisavô foi empreendedor, eu nasci empreendedor.

O meu bisavô foi político, o meu pai só fala de política.

O meu bisavô gostava de ter filhos, eu amo alucinadamente os meus filhos, os meus sobrinhos, os filhos dos meus amigos, e os filhos daqueles que ainda não são meus amigos.

Fica tranquilo, se a sua vida presente está confusa, os seus ancestrais vão te salvar, hoje, amanhã ou depois de amanhã.

ARREBENTA!!!

Jordão