O cliente quer comprar do cara do whatsapp.

E aí, galera, beleza? Aqui, é o Jordão!

Hoje estou aqui para falar que o teu cliente quer comprar de você no WhatsApp! O cliente quer comprar do cara do WhatsApp, da menina do WhatsApp. Ninguém quer comprar daquele vendedor que aprendeu 1.500 técnicas de persuasão.

O sonho do cliente é o seguinte: digamos que tenha dado pau na turbina do avião dele. Sabe o que ele quer fazer? Pegar o telefone dele e mandar um ÁUDIO para o seu AMIGO dizendo:

– E aí, Tiago, beleza? Deu pau na turbina aqui, meu velho. Você resolve isso para mim por quanto? Três mil? Faz que a gente acerta.

O cliente prefere comprar de um cara de ele confia do que comprar de alguém que estudou técnicas de persuasão. Por isso que você deve pegar o smartphone, que é um computador de bolso, e enviar o seu pedido ou proposta para o seu cliente, em voz ou texto.

Se você ainda não é o cara do WhatsApp. Sua estratégia de vendas é ser o mais barato? Se sua estratégia é persuadir o cliente com meia dúzia de bobagens em vez de construir relacionamento e confiança, você está fazendo isso errado.

Quer saber como se tornar o cara do WhatsApp? Quer saber como se tornar o cara que o teu cliente confia? Então, vamos lá.

1 – Aprenda a conquistar a confiança

Em dezembro, fiz mais uma edição do Epicentro. E, dessa vez, não entreguei canetas para ninguém. Preferi que as pessoas anotassem em seus meios digitais, celulares e afins. Mas, me aparece uma fornecedora de canetas.

Eis que a vendedora me pergunta:

“Jordão, porque não tem canetas no seu evento?”

Então, respondi:

“Por que você acha que não tem canetas no meu evento?”

“Porque não tem verba para as canetas?”

Perguntou ela. Então, respondi mais uma vez:

“Não, não é por isso. No meu evento não tem canetas porque eu não conheço, nem confio em nenhuma fornecedora de canetas para colocar aqui no Epicentro. Eu não tenho tempo para procurar e colocar um cara ou uma menina. Se você tivesse ligado para mim, durante alguns meses, criado relacionamento comigo e conquistado a minha confiança, teria canetas aqui no Epicentro”.

Ela ficou com aquela cara de paisagem e eu disse mais:

“Vou te ajudar. Em Janeiro, vou realizar o meu curso O Vendedor Rainmaker, e não vai ter caneta também. Ainda faltam 50 dias, você colocar caneta no meu curso? Então, trabalhe. Tome meu número, meu site, meus dados, conquiste a minha confiança”.

O Rainmaker aconteceu e não teve canetas. A vendedora desapareceu de novo. Porque dá trabalho conquistar confiança. O cara do WhatsApp é o cara que a gente confia, se você fala que vai fazer algo e não faz, já perdeu a minha confiança.

2- Tenha curiosidade

Outra coisa que ajuda a conquistar a confiança é a curiosidade. Você quer que eu confie em você? Você procurou saber do meu curso? Podia ter mandado mensagem me parabenizando, pelo sucesso do curso.

Você fez isso? Não. Em vez de criar relacionamento comigo, me seguir no Instagram, comentar meus vídeos, você ficou estudando armas de persuasão para, daqui alguns dias, tentar me convencer de alguma coisa. Isso não funciona.

O cliente quer resolver as coisas no WhatsApp, ele não tem tempo. Quem faz o serviço é você e o teu maior concorrente é a falta de tempo do teu cliente.

Confiança se constrói com tempo e paciência, não da noite para o dia. Leva tempo, esforço, curiosidade e interação. Só assim você vai se tornar o cara do WhatsApp.

Eu fiz um video sobre isso.

Assiste aqui: