Como fazer parcerias para aumentar as suas vendas.

Em 2018 faça parcerias.

Faça parcerias com pessoas físicas ou jurídicas. Faça parcerias com revendedores, lojistas, atacadistas, distribuidores, fabricantes, empresas de hardware, software, consultoria, treinamento, bancos, universidades, escolas, faça parceria com todo aquele que pode te ajudar a chegar no cliente que você tanto quer chegar de uma maneira mais rápida, mais barata, mais fácil.

Um dos maiores problemas hoje em dia é a falta de tempo dos clientes, pessoas físicas e jurídicas, para falar sobre novos negócios. O cliente não tem tempo para você porque ele está ocupado demais participando de outros 243 reuniões que ele tem com os atuais parceiros que ele já tem.

Se hoje você demora seis meses para conseguir marcar uma visita com um cliente
“difícil”, faça parceria com alguma empresa que já tenha relacionamento com esse cliente “difícil”.

Se hoje custa para você X reais para fazer vendas no Nordeste porque existe todo o custo de deslocamento, aprendizado do mercado etc, faça parceria com alguma empresa que já tenha relacionamento e penetração nesse mercado.

Se hoje as suas vendas pela internet são pífias, faça parceria com alguma loja virtual estabelecida que já tenha tráfego e credibilidade para vender na internet.

Se hoje você ainda não tem um programa de parceiros formal, por escrito, com direitos e deveres para ambos os lados, faça!

Sente por algumas horas com você mesmo ou com os seus gestores de negócios e formalize o que você tem a oferecer aos seus futuros parceiros.

E vá atrás dos parceiros!

Basicamente existem dois modelos de vendas: o modelo de vendas direta e o modelo de vendas indireta.

No modelo de vendas direta você vende os seus produtos ou serviços através de loja própria, web site da própria empresa, força de vendas interna etc.

No modelo de vendas indireta você vende os seus produtos ou serviços  através de parceiros como Wal-mart, Carrefour, Submarino, Amazon ou empresas de serviços e parceiros de negócios.

Eu recomendo que você faça negócios através dos dois modelos.

A Apple, por exemplo, possui a sua incrível e maravilhosa rede de lojas próprias para atender o consumidor final pessoa física, e a sua incrível rede de parceiros de negócios espalhada por todo o planeta para conversar e customizar suas soluções para o mercado de pequenas, médias e grandes empresas.

Eu mesmo tenho parceiros.

Um dos produtos que eu vendo são as “palestras para empresas”. Eu vendo as minhas palestras direto e indiretamente.

Eu vendo direto através do meu web site sobre as palestras e indiretamente através de uma série de empresas que funcionam como “banco de palestrantes” que tem relacionamentos incríveis com centenas de grandes empresas por todo o país que eu não tenho relacionamento.

Um outro produto que eu vendo todos os dias são os meus cursos em formato aberto e digital. Você mesmo, se quiser, e tiver o perfil adequado, pode ganhar dinheiro vendendo os meus cursos para os seus clientes através do meu programa de parceria gerenciado pelo Hotmart. Para filiar-se ao meu programa de parceiros me procura no site do Hotmart.com.br.

Parceria não é aquilo que você cria no meio de um churrasco conversando informalmente com um pessoa. Vamos imaginar que você seja um Contador buscando um advogado para ser seu parceiro em Ribeirão Preto. “Você é advogado? Que legal! Vamos fazer uma parceria? Eu indico clientes para você e você indica clientes para mim. Fechado?”, “Fechado!”, responde o advogado com uma picanha na boca.

Passados seis meses do churrasco, o advogado não indicou nenhum negócio para você, e nem você para ele.

Parceria não pode ser da boca para boca.

Parceria tem que ser estabelecida formalmente.

No próximo churrasco, ou na próxima vez que você encontrar um advogado que tenha o perfil para ser seu parceiro, diga: “Para você ser meu parceiro, eu preciso que você realmente se dedique a isso. Para isso acontecer, eu preciso que você coloque uma página do meu produto no seu web site, eu preciso que você se comprometa a fazer pelo menos cinco reuniões por mês com os seus clientes para falar do meu negócio.

Você precisa passar por um treinamento sobre o meu serviço para que você possa falar sobre ele de acordo. Você precisa se comprometer a enviar as mensagens para os seus clientes todas as mensagens que eu vou enviar a você sobre os meus produtos.

Você precisa me apresentar para a sua carteira de clientes através de um web seminário ou um video que temos que fazer juntos.

Por outro lado, eu estou falando aqui de uma parceria. Para cada negócio que você fechar com o meu serviço você ganha 30%.

SIM!! Você precisa colocar esses “dificultrômetros” no meio do seu discurso para filtrar os “franco atiradores” que falam da boca para fora e não fazem nada de concreto daqueles que realmente tem o perfil para estabelecer uma parceria com você.

Para um programa de parceria funcionar tem que ter muita comunicação.

O formato indireto traz dinheiro para você mas também traz trabalho para você.

Você tem que se dedicar aos parceiros para o negócio funcionar.

Eu tenho que conversar uma vez por semana com os parceiros do Hotmart ou com as empresas que possuem bancos de palestrantes para a parceria funcionar.

“E ai, o que nós vamos fazer essa semana para fechar um negócio?”, “Vamos marcar uma visita a um cliente de vocês”, “Eu tenho uma nova proposta para enviar para a sua base”, você tem que ficar em cima dos parceiros para o negócio acontecer. Caso contrário, os negócios não saem no volume e na velocidade que você espera.

O negócio principal do meu parceiro não é vender os meus serviços. O negócio principal dele é resolver os problemas do cliente dele. O negócio principal do advogado não é vender serviços de contabilidade. Se você não for para cima e ajudar o parceiro a vender, os negócios não sabem.

Tem muita gente por ai desiludida com as parcerias que cria. “Eu criei uma parceria com o Wal-mart mas eles não promovem o meu produto do jeito que deveriam promover”.

CLARO QUE eles não promovem o seu produto direito! Eles tem 10 mil produtos para promover!

Você vende o equivalente a uma VELA para o Wal-mart e está chateado com a falta de foco dos caras para vender a sua vela?!!!

Não é o Wal-mart que tem que lembrar da sua vela. É você que tem que lembrar que a sua vela continua dentro do Wal-mart. Você que tem que ir lá fazer alguma coisa. Se for o caso você mesmo tem que vender o seu próprio produto dentro da loja do Wal-mart.

“Sim… mas se eu fizer isso eu estou fazendo todo trabalho que eles deveriam fazer”.

Meu velho, o maior problema hoje em dia não é esse. O maior problema que você tem é falar com os clientes que não querem falar com você.

Quanto custa o acesso ao cliente se você for direto?

Quanto custa o acesso ao cliente se você for através de um parceiro?

Faça a conta para fazer valer a pena trabalhar com parceiros.

Quanto custa para você chamar a atenção de um cliente que já confia no Walmart?

Quanto custa para você fechar um negócio com alguém que não olhou na sua cara nos últimos seis meses mas olha na cara do seu parceiro na hora que ele manda um email?

Essa é a conta que você tem que fazer.

Vamos pra cima!

Em 2018 faça parcerias.