Como eu conquistei a minha esposa pode ensinar você a conquistar clientes.

E aí, galera? Beleza? Aqui é o Jordão. E se você trabalha com vendas ou já leu algum livrinho de vendas, você já deve ter lido a seguinte máxima, a seguinte lenda sobre vendas que fala que você tem que ouvir dez nãos para ouvir um sim. Você tem que ouvir 50 nãos de 50 caras diferentes para o 51º tiozinho comprar de você. Já ouviram essa parada? Pois para mim, essa parada é o seguinte. Você tem que ouvir dez nãos da mesma pessoa antes de pular para a segunda. Você tem que ouvir 50 nãos da mesma pessoa antes de pular para a segunda. Não é porque o cara falou um não para você que você vai desistir. Eu quero que você ouça 50 nãos da mesma pessoa antes de você desistir desse cidadão dessa empresa. Você está entendendo isso?

Por exemplo, você está apaixonado por uma pessoa. Aí, você chega na pessoa, a mina ou o cara manda você para o inferno. Você não desiste! Você vai para o plano B, o plano C, o plano D? Não vai, cara. Você vai para cima, você está apaixonado. Você vai procurar uma outra rota para o cara ou a mina prestar atenção em você, não é, não? Foi o que eu fiz com a minha esposa. Levou oito meses para ela olhar para mim. Oito meses para dar o primeiro beijinho, entendeu? Oito meses! Eu odeio axé. Você está entendendo? Eu sou Metallica, CDC, Ramones. Eu odeio axé. Minha esposa é da Bahia. O que eu fiz para conquistar? Eu fui em show de Ivete Sangalo, cara. Eu fui em show do Fala Mansa. Eu dancei Ivete Sangalo porque ela estava no show e eu fui no show atrás, entendeu? Até axé eu dancei para conquistar. Você está entendendo?

Tem 50 maneiras. Se você chegou no cara e o cara falou: “Vai para o inferno!” Tem um outro jeito, cara. Tem três, quatro, cinco, seis. Eu apresento para você 250 maneiras de você chegar no seu cliente, cara. Agora, não é porque ele disse não que você vai desistir.

Agora, eu não estou querendo dizer que você tem que ser chato. Você não tem que ser chato. Assiste aos meus outros vídeos para você entender. Assistindo aos outros vídeos e tal, você vai entender a figura inteira. Mas eu não estou querendo dizer que você tem que ser chato. Você tem que fazer a lição de casa. Você tem que mapear os caras que tem um problema que você resolve. Por exemplo, você tem uma empresa que faz newsletter, certo? Faz e-mail marketing para empresas. Você entra no site do cara, o cara não tem newsletter, ele não cadastra clientes que visitam o site dele. Então, ele tem uma doença, você tem uma cura, você pode resolver. Você liga para o cara, o cara manda você para o inferno porque ele não acredita em e-mail marketing. Você vai desistir? Aí você pergunta para ele assim: “Beleza. Você não acredita em e-mail marketing, tranquilo. Mas que atividade de marketing você faz para reter clientes? Porque e-mail marketing, quando você faz e-mail marketing, você retém clientes. Os caras voltam a comprar de você quando você tem uma consistência, uma frequência de enviar e-mail para os seus clientes, os caras voltam para comprar de você. Que atividade você faz?” “Ah, não faço nada.” Você desiste do cara? Não pode desistir! O cara está doente, você tem  a cura, tem o remédio, você fica em cima, cara. Então, você continua em contato até ele falar 50 nãos para você.

Agora, pode ser que no primeiro contato, ele não vá com a sua cara. Então, no segundo contato, você fala assim: “Oh, meu amigo, eu estou te ligando porque eu estou vendo que você não está fazendo nenhum e-mail marketing, eu não me conformo. Você falou que você não gosta de mim, tranquilo. Eu estou mandando para você um artigo escrito pelo Peter Drucker que recomenda e-mail marketing, beleza? Lê aí!” “Ah, vá para o inferno!” “Beleza, cara. Tranquilo. Tranquilo, amigão.” Aí, você liga de novo na terceira vez. “Ôh, meu amigo, você me mandou para o inferno, mandou o Peter Drucker para o inferno, agora eu vou te mandar um outro negócio para você ler do seu concorrente que está fazendo e-mail marketing e está destruindo. Olha aqui o caso do seu concorrente!” Você manda para o cara. “Ah, vai para o inferno!” “Beleza, cara. Eu estou indo para o inferno. Eu já conheço o capeta. Estou indo pra caramba para o inferno.” Faltam 47 nãos.

Aí, você liga pela quarta vez. “E aí, meu amigo? Beleza? Você me mandou para o inferno, o seu concorrente para o inferno, o Peter Drucker para o inferno, agora, eu vou mandar para você aqui o que um americano animal, uma empresa que nem a sua, você podia estar exportando, está fazendo com o e-mail marketing. Está arrebentando. Lê aqui.” Eu te garanto, cara, que se você não desistir… qual é a impressão que você passa para o cliente? Que você acredita no que você faz e que ele, vai pensar assim: “Pô, se esse cara está em cima de mim, se ele acredita tanto em e-mail marketing, se ele tem tantas histórias de e-mail marketing, pô, esse troço funciona.” Porque quando você vendedor desiste do seu cliente, sabe o que você está dizendo para o seu cliente? Que o que você vende não é importante. Que a doença que ele tem não é importante resolver. E que tudo bem, se for agora, se for depois, se for no ano que vem, tranquilo. É isso que você está dizendo. Então, cara, você tem que ouvir 50 nãos da mesma pessoa. Não pode pular para a outra enquanto você não ouvir 50 nãos da mesma pessoa. Beleza? Põe isso na sua cabeça. Valeu! Valeu, galera!

É o seguinte, se você gostou desse vídeo, assiste lá o meu canal no YouTube, tem mais de 1.400 vídeos para você assistir. Ricardo Jordão Magalhães. E se você não quer ficar vendo a minha cara, vai lá nos podcasts do iTunes, do seu Android e assina o ‘Tapa na cara’, que você vai ouvir os áudios dos meus vídeos. Se não for o suficiente, cara, assina lá a Universidade BizRevolution, onde tem todos os meus cursos on-line. Se você tiver em Angola, em Moçambique, Portugal, Japão, Estados Unidos, você paga R$ 50 por mês, assina e passa a assistir os meus cursos on-line de onde você estiver, cara. De onde você estiver. Provavelmente, se você está seguindo o que eu estou falando aqui, você deve estar, nesse momento, no inferno porque o cara te mandou para o inferno, mas você continua em cima. Beleza, galera? É indo para o inferno que um dia você vai para o céu, cara. Valeu! Grande abraço! Até mais!

Assista agora o video de onde esse texto foi transcrito: