Nem tudo pode ser dado a todos.

Nenhuma empresa consegue ser "verdadeiramente
voltada para o cliente" se ela for voltada para todos os seus clientes.
Existe alguns pontos que toda empresa precisa levar em consideração.

1. Público-alvo. É preciso identificar os clientes que a empresa
quer atrair, reter e entender as suas necessidades.

2. Valor do cliente. A empresa precisa identificar os clientes
que trazem a maior parte do seu lucro. Estudos realizados na indústria
de banking mostra que 50% dos clientes não são lucrativos e menos
de 10% dos clientes representam 100% da sua lucratividade.

3. Custo do Serviço. A diferença de servir clientes através de um
profissional bem-treinado e formado comparado com um call center
é significante. A empresa pode não ter os recursos suficientes para
oferecer a todos os seus clientes o mesmo tratamento.

O importante é entender quem são os clientes (atuais e futuros,
comportamento e necessidades), entender qual é o valor completo que a
sua empresa agrega a esses clientes (produtos e serviços),
e para quais clientes você poderia oferecer uma "verdadeira empresa
voltada para o cliente", sem esquecer é claro que "TODOS os clientes
merecem ser tratados com um bom nível de qualidade de serviço".