A origem da black friday e porque a sua empresa tem que participar.

A Black Fucking Friday vem ai. Dia de comprar com desconto. Com 20% de desconto, 30% do desconto, 40, 50, 60, 70, 80% de desconto. Tirando uns pilantrões aí, que vendem pela metade do dobro. Os caras pensam que a gente é otário. Os caras, cinco dias atrás, dobram o preço. Chega hoje, abaixa o preço em 50% achando que a gente não está sabendo, que a gente é otário. Apesar desses pilantras, que acham que sempre tem que ganhar exageradamente – a gente tem que ganhar sempre, mas exageradamente não, eu penso que não -, a Black Fucking Friday é uma data extremamente lucrativa para quem realiza com planejamento. Aquele cara que seis meses atrás sentou com os fornecedores de embalagem, de produto (para o cara que seja varejista) e fez um plano para falar assim "Daqui seis meses, vamos baixar os produtos em 30% para vender 60% mais", está tendo e terá um dia lucrativo.

A Black Fucking Friday se chama sexta-feira preta. Por que não se chama Red Friday – sexta-feira vermelha? Já que é para dar desconto, então, teoricamente a gente perde dinheiro. Só que eu vou falar uma coisa para vocês. O maior custo que uma empresa tem, além dos funcionários, é o custo do marketing. É caríssimo fazer marketing. Fazer outdoor, fazer anúncio, fazer comercial na televisão, patrocinar o Rock in Rio, é exageradamente caro. E aí, alguns tempos atrás, surgiu a internet. Lembra da internet? Até cinco anos atrás, era até democrática. Você fazia um site e as pessoas descobriam você. Só que nem a internet mais é barata. É caríssimo você fazer uma campanha no Google, porque a taxa de conversão do Google é de 1%. Então, de cada cem carinhas que clicam no anúncio que você coloca no AdWords, apenas um tiozinho compra. Só que cada clique, você está pagando. Enfim, fazer marketing é caríssimo.

A ideia do Black Fucking Friday é uma ideia conceito que, quando pega, as pessoas vêm na nossa loja, vem na nossa empresa, sem a gente gastar um centavo com comunicação. Na Black Friday hoje, os shoppings vão encher, vão estar lotados. E várias lojas que não gastaram um centavo fazendo outdoor, fazendo e-mail marketing, terão clientes. O cara vai bater meta porque as pessoas vão à Black Friday. Na internet, os caras vão buscar lá “Black Friday”. Todo mundo que aparecer falando que tem alguma coisa de Black Friday vai receber visitantes sem gastar um centavo com propaganda. Entendeu o conceito? Então, o Natal, o Dia das Crianças, o Dia dos Pais, o Dia das Mães, o Dia do Vô, o Dia da Vó, são conceitos criados pelo comércio para atrair as pessoas e, assim, não ter que gastar com propaganda. Então, quando você vê o cara dando desconto de 70%, se ele fez planejamento, ele está ganhando dinheiro, está sendo lucrativo, porque ele está atraindo gente.

Outra coisa do Black Friday: ele acontece no final de novembro. Por quê? Porque, primeiro, não tinha uma data comemorativa em novembro. Segundo: a Black Friday acontece exatamente um mês antes do Natal. Por exemplo, o cara entra na internet hoje e digita lá "Black Friday". "Vamos ver quem está fazendo alguma coisa legal no Black Friday." E ele descobre a sua loja, a sua empresa que está fazendo negócio no Black Friday. E, por conta de ter um site legal, ele é indexado no Google, e você aparece na frente do cara. O cara entra na sua loja, vê que está com um produto legal e compra. Apesar de nunca ter visto você na vida, de nunca ter ouvido falar da sua empresa, ele compra, porque você está na Black Friday. E aí ele comprou, entrou no seu cadastro. Passou a Black Friday, duas semanas, está chegando o Natal. O cara pensa em comprar presente para a sogra, para a mãe, para o pai. Qual é a empresa que vem a cabeça dele? Você! Você vem na cabeça do cara porque ainda está fresca a lembrança de que ele comprou com você. Se ele pagou no cartão, está chegando a fatura. Ele vê seu nome de novo. E aí, ele volta e compra com você. Quer dizer: o seu investimento, o seu esforço no Black Friday, acaba repercutindo nas suas vendas de Natal, no seu resultado de dezembro, porque as pessoas voltam, porque você está na cabeça. Entendeu a conta do Black Friday?

Então, para o ano que vem, lição de casa: criar uma data para a sua empresa, para o seu negócio. Você vende coaching, cria o Dia do Coaching. Você vende coisas de emagrecimento, cria o Dia do Emagrecimento. Cria o Dia da Boca Fechado. Por exemplo, dia 12 é o dia de não comer nenhuma porcaria. Converse com a sua indústria, com seu mercado. Tente criar esse conceito. Um conceito X que vai beneficiar toda a sua indústria e, a partir dali, você não vai ter que gastar um centavo com propaganda.

Sabe o Papai Noel? O Papai Noel é invenção da Coca-Cola. Até 1931, a figura do Papai Noel era de um duende verde, de nariz cumprido. Um velhinho feio pra danar. Sabe aqueles duendinhos horríveis, aqueles bichinhos? Aí, chega a Coca-Cola, em 1931, e lança uma campanha onde o Papai Noel, a partir dali, era um gordão, de barba branca, com roupa preta e vermelha. Por que vocês acham que o Papai Noel tem roupa preta, branca e vermelha? Porque essas são exatamente as cores da Coca-Cola. Se você “googar”  Papai Noel, com certeza uma das imagens que vai aparecer é o Papai Noel tomando um porre de Coca-Cola. Por quê?  Porque nos Estados Unidos, o Natal é frio pra danar. Tirando a Flórida, neva no Natal. E a Coca-Cola é um refrigerante que é gostoso gelado. Gelado+Natal+frio+neve = nada a ver. As vendas caíam. Então, nego inventa o Papai Noel bebendo Coca-Cola para todo mundo beber Coca-Cola com panetone em dezembro. Resultado: todo mundo hoje toma Coca-Cola no Natal e o mascote que eles criaram para vender Coca-Cola virou um símbolo do Natal em todo o planeta. É a história mais bem sucedida de mascote: o Papai Noel.

Aqui em São Paulo, todo dia 29 é Dia do Inhoque. Você vai aos restaurantes italianos e é Dia do Inhoque. Tem um monte de gente achando que se comer inhoque no dia 29, tem sorte na vida. Por que criou isso? Foi uma trattoria que estava com as vendas baixas que criou o Dia do Inhoque.

Missão, de novo, para o ano que vem: você criar um dia que simbolize o seu negócio e que, por conta disso, você vai atrair clientes para a sua empresa. E, por conta disso, você não vai precisar gastar um centavo com propaganda. Propagando é caro pra danar. É um troço caríssimo. O custo de aquisição de cliente só está aumentando. Você precisa criar alguma coisa ultra criativa, conceitual, para derrubar esse custo de aquisição. E o Black Friday é uma coisa incrível que você deveria aderir. Se você olhou com olho torto para esse ano, se liga!No ano que vem você tem que entrar. Beleza, galera? É isso aí. Grande abraço!

Gostou da dica? Para assistir o video onde eu falo sobre esse insight vai aqui: http://ow.ly/4ng3yg