Conecte duas pessoas!

E aí, galera? Beleza? Aqui é o Jordão e todo vendedor, todo empreendedor que se preza é o cara que conecta duas pessoas. É o cara que apresenta o João para a Maria. É o cara que apresenta o comprador para o vendedor. É o cara que apresenta um amigo que tem agência de propaganda para um cara que tem uma empresa que não faz nada nas redes sociais.

Tarefa do dia: antes de colocar a cabecinha no travesseiro hoje à noite, apresentar duas pessoas. Terminou esse vídeo, entra aí na sua rede de contato, quantos amigos você tem no Facebook? 250? Quantos amigos você tem no Instagram? 2.500? A sua tarefa é conectar duas pessoas. Vê aí, cara. Vê aí. Antes de começar a trabalhar hoje, olha para a sua rede de relacionamentos, de contato e apresente duas pessoas. Liga para aquele seu amigo que está com as vendas baixas e fala assim: “Eu quero te apresentar para um outro cara que tem uma empresa parecida com a sua que também não está indo muito bem.” Ou: “Quero te apresentar para um cara que tem uma empresa como a sua e que está indo muito bem. Vocês têm que se conhecer para falar sobre vendas, negócios, o mercado de vocês. Entendeu?

Você, vendedor, tem que criar negócios para outras pessoas. Não necessariamente com o seu produto, mas, às vezes, simplesmente colocando um cidadão em contato com outra pessoa. É para isso que você veio, é para isso que você nasceu, conectar as pessoas. Sabe uma coisa que me deixa p. da vida? Quando eu vou em uma festa, quando eu vou a um evento, sei lá, um buffet infantil, e eu vejo que o organizador está vendo que tem uma pessoa sozinha e não faz nada a respeito. Quantas vezes eu já fui em um buffet infantil, eu vejo um pai sozinho, três pais conversando, dando risada, o dono vê que o cara está sozinho e não faz nada. Não faz nada o Zé Mané. Entendeu, Zé Mané? Você tem que chegar no cara e falar assim: “Vem cá, cara. Eu vou te apresentar para três amigos aqui. Eles são corinthianos que nem você. Vem cá falar sobre o Corinthians.” Porque é assim que a gente apresenta as pessoas e não falando assim: “Jordão, essa aqui é a Maria. Maria, esse aqui é o Jordão. Beleza? Tô saindo.” Não é assim. Tem que jogar uma bomba que os dois gostam para ajudar os caras a criar um relacionamento. Beleza? A próxima vez que você organizar uma parada aí, um evento, uma festa, um buffet infantil, um casamento, um batizado, a sua responsabilidade é conectar as pessoas. “Ah, Jordão, o meu evento é super bem-sucedido. Vão 200 pessoas. Está sempre cheio.” O número de pessoas em um evento não é nada, cara. Não é a métrica de performance do sucesso do escambau. O sucesso do seu evento é o número de conexões que as pessoas fizeram. Legal, foi 200 pessoas? Quantas conexões foram criadas entre as 200 pessoas? “Ah, em média, três. Porque, em média, um cara conhece três pessoas, pega três cartões de visitas, faz três negócios, não sei o que lá.” Então, beleza, esse é o índice de performance de um evento: o número de conexões, e não o número de pessoas que estavam lá. Beleza?

Você, vendedor, tem a tarefa de conectar as pessoas. Para a gente sair dessa crise que está rolando em algumas indústrias, você, cara, tem que conectar gente. Conectou gente, sai negócio. Beleza? É para isso que você veio. E antes de colocar a cabeça no travesseiro, conecte duas pessoas. Valeu! Abraço.

Assista o video de onde veio a transcrição desse texto: