Como vender uma banda de rock para o mercado.

Como-vender-uma-banda-de-rock-para-o-mercado.

E aí, galera? Beleza? Aqui é o Jordão e o vídeo de hoje é para o Bruno. E aí, Brunão? O cara é um moleque jovem, roqueiro, tem uma banda de rock e mandou a seguinte pergunta para mim: “Jordão, o que eu tenho que fazer para a minha banda de rock se destacar no mercado?” Brunão, a primeira coisa que você tem que fazer é show, cara. Você tem que tocar pra caramba. Tem que tocar em boteco, tem que tocar em casa de show, tem que tocar na rua, tem que tocar na casa da luz vermelha, tem que tocar em paróquia evangélica, tem que tocar em quermesse, você tem que tocar via internet, cara. Faz um hang out, toca aí da sua garagem direto para a galera. Você tem que tocar todo dia, cara, porque ao tocar todo dia, você vai criar o seu estilo. Somente quando você tiver o seu estilo, você vai se destacar. Enquanto você tiver uma banda que tiver um vocalista tipo o Bruce Dickinson, não rola. Enquanto você tiver um guitarrista tipo o Angus Young, não rola. E enquanto tiver uma música tipo Nirvana, não rola, cara. Porque quando você tenta ser alguém, você vai ser uma versão meio pobre desse cara e aí, eu vou querer comprar mais barato ou vou no original. Entendeu? Raul Seixas é o Raul Seixas. Legião Urbana é o Legião Urbana. Metallica é Metallica. Entendeu? Todos desenvolveram o seu próprio estilo, mas começaram tocando cover. Começaram tocando na casa da luz vermelha durante sei lá quanto tempo até desenvolver o seu estilo. Entendeu? Tipo eu, cara. Eu tenho 46 anos. Olha o meu jeito de fazer vídeo aqui. É o meu jeito, cara. Não tem como falar assim: “Ah, o Jordão está copiando alguém.” Eu não estou copiando ninguém. É o meu estilo. Rainmaker foi eu que inventei. Epicentro foi eu que inventei. Bizrevolution foi eu que inventei. Trocentas outras coisas, eu que inventei. Depois de virar noites, noites, noites, todos os dias trabalhando, pensando, pensando, pensando para sair o meu estilo. Então, leva um tempo para você fazer isso. Mas, para você se destacar, você tem que criar o seu estilo. É a partir da prática diária do troço.

Segunda ideia que eu dou para você, cara. Quem já ouviu falar aí do Bon Jovi? Bon Jovi é um americano rock pop, não sei o quê lá. O cara toca há 20 anos e faz sucesso há 20 anos. Todo ano ele emplaca uma música. É impressionante. Como ele faz isso? Bon Jovi não é compositor e nem é músico. Sabe o que ele está fazendo nesse momento, ele está lá no escritório dele em Los Angeles, sabe o que ele está fazendo agora? Ele está olhando o Google Analitics, ele está olhando o Fale Conosco do site do Bon Jovi. Ele está olhando o que a galera está falando na Fanpage dele. Entendeu? Ele encomenda pesquisas de mercado. Assim que ele compõe a música, ele encomenda pesquisas de mercado e ele pega a pesquisa que está escrito assim: “O seu consumidor gosta de Snapchat, Game Of Thrones, Facebook e está pensando em fugir de casa.” Ele pega esse troço aqui, dá para o compositor e fala assim: “Quero uma música até primeiro de abril que fale dessas quatro coisas aí.” O cara compõe a música, ele emplaca a música e faz sucesso porque tem tudo a ver com o consumidor dele. Não tem nada a ver um artista lançar uma música sem nenhum tipo de conexão com o mercado. Então, qual é o seu mercado, Brunão? Qual é o seu mercado? Banda de rock de quê, cara? Qual é o estilo exatamente? Qual a pegada? Enquanto você não souber o seu mercado, você não vai se destacar porque você não vai estar falando o que a galera quer ouvir. Beleza?

E a terceira dica é exatamente sobre isso. Você tem que fazer show, certo? Então, o primeiro show vai ter o quê? 30 pessoas dos quais vão ser 20 parentes. Mas, beleza, 30 neguinhos. Você pega lá, põe as namoradas. Vocês têm tudo namorada, não é? Então, você pega as namoradas, põe na entrada da casa lá, ou da rua. Vai na rua mesmo fazer o show. E aí, você coleta o e-mail de todo mundo que assistiu ao show porque aí, o primeiro show, 30 pessoas. O segundo, 60. Agora, você tem 90. Terceiro show, 100. Agora, você tem 190 pessoas para quem você pode se comunicar falando das próximas datas de shows. Você pode vender camiseta. Você pode vender a música que vocês compuseram, que vocês criaram. Então, você tem que se comunicar com o seu mercado. As bandas que estão fazendo isso estão se destacando. Você tem que se comunicar. A gente tem que se comunicar. É impressionante o número de empresas que não se comunicam. Eu que tenho que ficar ligando para comprar. Eu que tenho que ficar entrando na sua loja para comprar. Você não vem até a mim para falar: “Olha, tenho isso, cara. Vamos fazer isso, cara? O que você acha disso?” Vamos para cima, galera. Se não, não vai ter negócio. Deu para entender? Vamos aí, Brunão. Eu quero ver você tocar. Eu quero ver você mandar aqui embaixo, o mais rápido possível, a data do seu próximo show para a galera saber quando que a galera vai poder te assistir. E se você não tem ninguém querendo abrir espaço para você, hang out, cara. Faz um hang out. Toca na garagem. Beleza, galera? É isso aí!

Para assistir o video dessa transcrição… dá um PLAY logo abaixo: