Por que temos estrelas na nossa bandeira se nunca tentamos atingi-las?

Os cegos dizem que as ruas estão escuras. Os iluminados sabem que o mundo brilha. Os cegos dizem "se você não tiver uma religião você vai para o infermo". Os iluminados sabem que a vida é a nossa mensagem. Os cegos dizem "façam o que eu digo ou eu não mais os amarei". Os iluminados sabem que ética é ajudar os outros. Os cegos dizem "compre esse produto e use esse serviço ou você nunca será bonito". Os iluminados sabem que bonito é amar os outros. Os cegos dizem "vote em mim senão você não vai ter emprego". Os iluminados sabem que o trabalho é o nosso caráter.

Eu não preciso ser vidente para saber que na comemoração do próximo aniversário de alguma grande rede de lojas de varejo, eles irão anunciar uma promoção inédita, "no nosso aniversário quem ganha o presente é você"; eu não preciso ser vidente para saber que no segundo semestre desse ano, a revista de maior circulação do país, irá anunciar as "500 melhores e maiores empresas do Brasil"; eu não preciso ser vidente para saber que ainda essa semana, um grande banco nacional, irá demonstrar publicamente, o quanto benevolente a instituição é, ao anunciar altos investimentos em algum grande projeto social.

Eu não preciso ser vidente para saber que nesse toque-de-caixa, vai levar décadas de décadas para atingir alguma estrela.

Quer me dar algum presente de aniversário? Lembre-se do meu aniversário!!!!! Na data do meu aniversário e não do seu!!!!

Quer premiar as maiores e melhores? Celebre As Mais Revolucionárias, As Mais Inovadoras, As Mais Corajosas, As Mais Diferentes, As Mais Audaciosas, As Mais Destemidas empresas do Brasil. Festeje o Empreendedorismo!!! A produção de idéias!!!! A produção de novos capitais!!!!

A propósito, porque 500 empresas? Por que não 100, 235, 450, 567 ou 1.000?

Ah! Já sei, porque a revista americana de onde vocês tiraram essa idéia premia exatamente 500 empresas.

Quer investir em algum grande projeto social? Faça o papel de um banco de verdade. Invista o dinheiro que possui na produção de trabalho e não na especulação de dinheiro.

Dinheiro… O dinheiro serve para gerar riqueza e não para servir ao consumo.

Apesar de ainda haver milhares de brasileiros que associam os problemas do Brasil a cultura do dinheiro, e cunham frases do tipo – "Se pelo menos o objetivo das empresas fosse fazer o social e não fazer o lucro, o Brasil seria um grande país" -, a grande verdade é que o dinheiro é uma das maiores e melhores invenções da história do mundo.

Na era do capital – lembre-se que capital significa cérebro e não dinheiro – o Ser Humano finalmente é obrigado a melhorar como pessoa.

Em outras eras, no passado, quando a Igreja mandava no mundo, as pessoas eram forçadas a ignorância; quando as monarquias mandavam no mundo, as pessoas eram forçadas a pobreza; quando os governos – sejam eles quais forem – mandavam no mundo, as pessoas eram levadas a complacência.

Na era do capital, você é pago por aquilo que cria; se decide ficar parado, não recebe; se decide inventar, ganha em dobro; se decide economizar, aprende a precisar apenas do que precisa; se decide doar a outras pessoas, retribui ao mundo aquilo que o mundo te deu.

Na era do capital, o Ser Humano está por conta própria. Sem padrinhos, sem patrocínios, sem favores, sem complacência.

Na era do capital, você decide, sem padres, sem reis, sem presidentes.

Na era do capital, você não tem que se preocupar com o dinheiro que você recebe, mas com os princípios que você escolheu para dirigir a sua vida.

Qual é o maior sonho da sua vida?

Na próxima vez que houver uma reunião qualquer na sua empresa ou na sua casa, faça essa mesma pergunta a todos os queixosos, desgostosos, cansados e até "motivados" da sua empresa.

Você vai aprender que todos os sonhos de todas as pessoas são realizáveis.

Eu ainda não encontrei um Ser Humano sequer que possui um sonho irrealizável.

Acabar com a pobreza do mundo?

Isso não é sonho, isso é meta. Recursos não faltam, pessoas não faltam, instituições não faltam. Quem quer liderar essa meta e realizá-la dentro dos próximos dez anos?

Acabar com a violência no Brasil?

Isso não é sonho, isso é meta. Dinheiro não falta, impostos não faltam, pessoas de boa vontade não faltam. Quem quer liderar essa meta, organizar um grupo de ataque e erradicar totalmente a violência dentro dos próximos cinco anos?

Acabar com o desemprego?

Isso não é sonho, isso é meta. Criatividade não falta, recursos naturais não faltam, juventude não falta. Quem quer liderar essa meta, estimular o crescimento do mundo, e zerar a preguiça do Brasil dentro dos próximos dez anos?

Acabar com a mesmice do seu dia-a-dia?

Isso não é sonho, isso é meta. Braços não faltam, cérebro não falta, coração não falta. Quando você vai liderar o seu chefe, botar o dedo na cara dele, dizer o que você realmente pensa, com as palavras que você conhece, sem medo nenhum de dizer besteira? Quando você vai reunir uma equipe, criar um projeto sem ninguém mandar você fazer, mas porque você sabe que tem que ser feito, e simplesmente fazer dentro dos próximos trinta dias?

A bandeira do Brasil tem 27 estrelas que representam 27 estados brasileiros.

A minha meta pessoal é ver essas 27 estrelas daqui a dez anos representarem 27 METAS atingidas e 27 PRINCÍPIOS compreendidos.

Os Cegos vão chamar isso de sonho, os Iluminados vão chamar isso de Trabalho.

O mundo brilha! NADA MENOS QUE ISSO INTERESSA.

QUEBRA TUDO! Foi para isso que eu vim! E Você?