O favor que vai abrir um mundo de possibilidades para você.

O-favor-que-vai-abrir-um-mundo-de-possibilidades-para-voce

E aí, galera? Beleza? Aqui é o Jordão. E hoje eu tenho um favor para pedir para você. Um favor que, na verdade, vai ajudar você a ter melhores relacionamentos. Vai ajudar você a chegar mais longe porque você vai ver mais possibilidades na sua vida. O favor é o seguinte cara. Por favor, nunca mais faça comentários generalizados. Para de passar régua nas coisas do tipo “todo tatuado é ladrão”, “todo pobre é preguiçoso”, “todo rico é ladrão”, “todo político é sacana”, “essa juventude não quer saber de nada e fica o tempo todo no iPhone”. Para de fazer comentários generalizados. Isso destrói possibilidades. Isso destrói pessoas porque você pensa assim sobre pessoas. Isso é ruim, cara. Sobre o seu marido, sobre sua mulher, sobre o seu filho, sobre o seu chefe, sobre o seu funcionário. Para de fazer comentários generalizados, entendeu?

Por exemplo,se tem um vendedor e o cara não atingiu a meta, não vai fazer um comentário do tipo: “Pô, você nunca bate meta. Você nunca visita clientes, cara. Você está sempre no banheiro. Você não para de fumar.” Para de fazer esse tipo de comentário e fala no ponto, cara. Fala no ponto. Fala assim: “Cara, esse mês, você não foi tão bem na prospecção. Você não foi tão bem na prospecção por telefone. Você não foi tão bem na prospecção por telefone para grandes clientes. Você não foi tão bem na prospecção por telefone para grandes clientes de manhã. Eu acho que você pode fazer mais. Eu acho que você podia fazer assim e assado. O que você acha disso e daquilo?” Para de falar assim para todo mundo: “Porra, ninguém bate meta. Ninguém vende. Ninguém está nem aí.” Para de ter esse tipo de comentário sobre os outros. Você destrói as pessoas quando você fala assim dos outros, cara.” E outra, o cara que pensa assim dos outros, pensa assim de si mesmo e você está se destruindo. Por exemplo, se eu viro pra você e falo assim: “Cara, pô, você não foi tão bem esse mês na prospecção.” Se eu falo com você como eu acabei de falar como você fala com os outros, na hora em que eu falar isso, você pega e fala assim: “Pô, está me chamando de preguiçoso?” Não é mesmo? Você não faz isso com a sua esposa, com seu marido, com seu filho, com seu chefe. O cara pega e fala assim: “Pô, Jordão, você se esqueceu de organizar lá a sua gaveta e tal. Guardar as suas coisas, guardar a chave no lugar.” Na hora, você não tem uma reação do tipo: “Pô, caramba, está me chamando de desorganizado?” Tá errado, cara. Você faz mal para sua cabeça quando você pensa assim. A pessoa quer te ajudar. A pessoa só está querendo dizer que na questão da chave, guardar ela na gaveta, você pode melhorar. Ele não está dizendo que você é preguiçoso, que você é desorganizado, não está dizendo que você é triste, não está dizendo que você é alegre, não está dizendo que você é foda. Ele só está querendo dizer que você tem que guardara chave no lugar. É só isso, cara. Entendeu? Você está muito estressado, cara. Você está muito na defensiva. Você está pirando a cabeça. Já está pirado da cabeça. Mas, pô, tenta mudar. Vigia. Vigie-si, cara. Entendeu? Para de fazer comentários generalizados sobre os outros.

Ontem, eu estava com um cara aqui e ele falando assim que é difícil vender seguro de vida no Brasil, ele é um corretor de seguro de vida, ele quis vender seguro e tal: “O brasileiro não entende. O brasileiro não quer. O brasileiro não dá valor. O brasileiro isso e aquilo.” Enquanto ele está fazendo esse comentário, do outro lado da cidade, apenas uma das corretoras de seguro desse país tem 25 mil corretores de seguro de vida só na cidade de São Paulo. Quer dizer, alguém vende. Alguém bate meta. Alguém está chegando lá. Alguém, cara. Sim, concordo. O brasileiro ou a grande maioria dos brasileiros não dá valor ao seguro de vida, mas alguém dá valor ao seguro de vida. Alguém compra. Eu tenho. Alguém acha legal. Quem é o cara? Qual o perfil? Vamos atrás. Deve ter alguém. Vamos estudar as vendas que já aconteceram, vamos ver se a gente encontra caras similares em lugares similares. Tenta pensar assim. Se vigia, cara. Você está perdendo oportunidade.

E outra coisa. Pareto vale para tudo. Quem já ouviu falar do Pareto? Aquele engenheiro italiano que viveu há um pouco mais de cem anos atrás. Pareto vale para tudo. Ou 80% dos brasileiros gostam de comprar seguro de vida ou 20% dos brasileiros gostam e pensam em comprar seguro de vida. Pareto vale para tudo. Para de generalizar. Você destrói os outros, você destrói a si mesmo, você destrói oportunidades. Beleza? É isso aí, galera. Vamos que vamos.

Para assistir o video dessa transcrição… dá um PLAY logo abaixo: