O Caso Neymar.

PERGUNTA: Acabei de ler na administradores.com um post sobre o Neymar, onde o autor relatou que o seu comportamento é típico da Geração Y. Você concorda? 

MINHA RESPOSTA: Eu acredito que não devemos generalizar as gerações. Tem gente boa e ruim em todas as gerações. 

A minha visão dessa coisa de geração é otimista. Eu acredito que o número de pessoais "legais" – entenda pessoas de bem e do bem – aumenta a cada geração. 

O que acontece HOJE é que vivemos da era das comunicações, e as burradas das pessoas ficam mais evidentes. MAS, para cada burrada do neymar, existem centenas de boas ações feitas por outros jovens. HOJE mesmo está rolando o ResultsON em São Paulo, e se você aparecer por lá, vai perceber que tem muitos jovens da geração Y afim de mudar alguma coisa.

Particularmente falando, eu acho o neymar um tremendo catimbeiro, cava penalti toda hora, mas joga um bolão. 

Como lidar com ele?

Ninguém faz nada sozinho. O cara tem que entrar na equipe, e a equipe em si tem que dizer se o cara tá certo ou errado, ou pelo menos um comitê.  

A principio eu não acho certo o técnico tomar a decisão sozinho, parece autoritário. No caso dele – não sei se o técnico fez isso -, eu perguntaria para o comitê da equipe antes de tomar a decisão de cortar ou punir o cara. 

Quando uma equipe não aprova um indivíduo, o indivíduo tem que se virar para se enquadrar, ou tem que cair fora. 

ARREBENTA!