Como Vender para a Terceira Idade.

PERGUNTA: Ricardo, o que você faria de diferente para falar com pessoas com mais de 60 anos? Sendo menos específico, na sua cabeça revoltada, como fica uma segmentação de mercado por faixa etária?

MINHA RESPOSTA: A segmentação de mercado mais moderna que existe é a segmentação por CABEÇA, por CONHECIMENTO, por VALORES. 

Veja o caso das igrejas. Você entra em qualquer templo da vida de qualquer religião, e você encontra bebês, crianças, jovens, adultos e velhos unidos para comprar uma mesma idéia. 

Parênteses aqui: VOCÊ SEMPRE DEVE VENDER UMA IDÉIA, E NUNCA PRODUTOS, SERVIÇOS OU SOLUÇÕES!

Àqueles que são informados, lêem, tem opinião própria, tem acesso a informação, e fazem algo com ela, serão um PÚBLICO ALVO para um tipo de produto; aqueles que são analfabetos e zumbis que não tem a mínima vontade de ler e estudar porra nenhuma a não ser assistir faustão, novela e fantástico, continuarão sendo umas bestas que você pode utilizar conceitos de segmentação do século 20 porque eles ainda estão no século 19. 

Agora, para falar com essa turma, eu recomendo:

WEB NA CABEÇA! Afinal, todo mundo parece que tem 19 anos de idade na internet. 

Uma pesquisa recente que saiu por ai apontou que os idosos no Brasil já representam mais de 30% da população que investe em Bolsa de Valores. 

Semanas atrás eu sentei ao lado de um senhor na sala de embarque no aeroporto de Cumbica, e não sei bem porque, começamos a conversar, e terminamos por falar de bolsa, e ele me mostrou os investimentos que ele faz todos os dias etc. A Bolsa tem tendência a virar uma boa ocupação para quem é idoso e gosta de ação. 

Existem idosos que querem VIDA, e existem idosos que estão cansados da vida. Tem gente que quer passar dos 100 anos de idade (EU) e tem gente que tá afim de se mandar aos 50 anos porque tem medo de encarar uma velhice sem recursos, família, saúde e dinheiro. Defina o seu público alvo e pau na máquina. 

Para a sua segmentação, considere o que eles fizeram antes de chegar aos 60 anos de idade. Eu acredito que a vida que levamos terá uma grande influência sobre a maneira que vamos encarar a velhice. 

Exemplo de segmentação: pessoas com mais de 65 anos que foram empreendedoras, mas tiveram que passar a empresa para frente; hoje essa turma tem alguma receita para levar uma vida boa, mas acreditam que o mundo parou, as coisas são as mesmas, e eles ainda tem boas idéias para empreender. 

Ray Kroc do McDonalds começou a vender hamburger com 60 anos de idade. 

ARREBENTA!!