TerraCycle no Brasil!

Solidariam messenger bag
 

Tudo começou em 2001 quando Tom Szaky então com 19 anos, calouro da Universidade de Princeton, se propôs a reciclar os restos do buffet da faculdade a partir de um processo inovador de transformação de lixo processado por vermes em fertilizante. 

A idéia deu tão certo que em poucos meses se transformou em uma empresa, a TerraCycle

Empurrada pela onda ambientalista que tomou conta da mídia, a TerraCycle rapidamente virou a menina dos olhos de grandes investidores. 

Idealista, Szaky declinou várias propostas milionárias por conta da direção que a empresa poderia tomar na mão dos capitalistas tradicionais. 

Sem financiamento de gigantes, a TerraCycle perseverou a base de dinheiro levantado em prêmios conquistados em concursos públicos sobre empreendedorismo e inovação.

Em 2006, a revista Inc escolheu Tom Szaky como o melhor CEO com menos de 30 anos dos EUA. 

HOJE, a TerraCycle chega ao Brasil com a sua proposta da ONG-Empresa 2.0 com fins lucrativos sociais para mudar o mundo. 

Eu conversei dias atrás com a Patrícia Augustin da TerraCycle sobre a operação no Brasil. Confira. 

LONGA VIDA A TERRACYCLE!!

JORDÃO: A TerraCycle é uma empresa que literalmente veio do lixo. Você pode explicar o que é a TerraCycle para nós?

PATRICIA DA TERRACYCLE: A TerraCycle é uma empresa inovadora na criação de produtos eco-amigáveis a partir de diferentes tipos de resíduos feitos com materiais de difícil reciclabilidade que não possuem destinação adequada. A TerraCycle vê o lixo como matéria-prima.

JORDÃO: Por que o Brasil? Eu notei que chegou no Brasil antes de abrir no Japão, ou Alemanha, França ou outros países mais desenvolvidos. A Terracycle brasileira é uma iniciativa do Tom Szaky e equipe, ou algum brasileiro teve a iniciativa de trazer a operação para o Brasil?

PATRICIA DA TERRACYCLE: A TerraCycle vai para onde as empresas patrocinadoras querem implementar o programa de Brigadas. A TerraCycle veio primeiro para o Brasil antes de outros países mais desenvolvidos porque a PepsiCo quis trazer o programa, que já ocorre nos EUA desde 2008, para cá. Foi o próprio Tom Szaky, fundador e CEO da TerraCyle quem trouxe as operações para o Brasil.

JORDÃO: Qual é o tamanho da operação brasileira? Funcionários, produtos, tempo de estrada, números relevantes, vendas?

PATRICIA DA TERRACYCLE:  A TerraCycle entrou no Brasil em junho de 2009 com um programa muito fechado com a pepsico com a coleta via cooperativas. O modelo tradicional do Programa de Brigadas iniciou em fevereiro de 2010 no Brasil com duas grandes marcas como Kraft, Brigada Refresco em pó – Tang, e PepsiCo, Brigada de Salgadinhos – PepsiCo. Somos uma empresa iniciante que conta com 2 funcionários, com mais 2 em vias de contratação, no entanto contamos com 86.000 voluntárias na coleta das embalagens para nós. Já coletamos mais de 1,150,000 embalagens pré e pós-consumo em apenas 4 meses de programa. Já vendemos 10.000 produtos no WalMart e iniciaremos também um ecommerce.

JORDÃO: Que tipo de apoio vocês recebem da TerraCycle americana e outras filiais espalhadas pelo mundo?

PATRICIA DA TERRACYCLE: Recebemos apoio de toda a equipe da TerraCycle dos EUA referente ao conteúdo para os Programas, website e design/criação dos produtos. Além disso, de todas as TerraCycle espalhadas pelo mundo recebemos rede de contatos e troca de experiências vividas por cada país e cultura especificamente.

JORDÃO: Reciclar no Brasil é mais fácil que reciclar em país de primeiro mundo? Quais são as diferenças culturais que vocês encontraram ou estão encontrando?

PATRICIA DA TERRACYCLE:  A Reciclagem no Brasil está muito avançada. Estamos conseguindo criar toda a cadeia localmente com parceiros que já possuem diferentes tecnologias para diversos materiais.

JORDÃO: Vocês fazem os produtos pensando no perfil do cliente, ou os produtos nascem com o simples objetivo de reciclar? Quer dizer, vocês estão preocupados de alguma maneira com a construção da marca TerraCycle?

PATRICIA DA TERRACYCLE:  Sim, fazemos os produtos conforme o perfil da marca cliente e com o objetivo de reutilizar e reciclar os materiais que coletamos para dermos uma melhor utilidade possível para os novos produtos.

JORDÃO: O processo da criação dos produtos do jeito que a TerraCycle faz é uma invenção da empresa? Qual é a grande inovação da TerraCycle?

PATRICIA DA TERRACYCLE: Sim, o processo de criação dos produtos é uma invenção da TerraCycle. A grande inovação da TerraCycle é criar uma enorme rede social que engaje milhões de pessoas na coleta de resíduos difícieis de reciclar através da logística reversa e transformá-los em produtos inovadores, úteis e eco-amigáveis.

JORDÃO: Qual é a cultura da empresa? As pessoas trabalham mais felizes porque estão fazendo algo construtivo como reciclar? Que tipo de filosofia de gestão não-convencional existe dentro da TerraCycle que eu não encontraria dentro de uma empresa quadrada como IBM ou outros gigantes corporativos?

PATRICIA DA TERRACYCLE: A TerraCycle é uma empresa diferente dos modelos tradicionais, com bastante jovens trabalhando e comprometidos com o seu trabalho e crescimento da empresa. A filosofia de gestão da TerraCycle tem como base a sua criação empreendedora de um jovem de 19 anos que largou a universidade para criar o próprio negócio. Não há uma estrutura verticalizada imponente com grandes vácuos entre o CEO e o estagiário, por exemplo.

JORDÃO: Eu vi que vocês vendem produtos para o Walmart, correto? Existe algum conflito ideológico entre a TerraCycle e mamutes do lucro como a Walmart? Existe alguma restrição filosofica por parte da TerraCycle quando o assunto é escolher parceiros de negócios?

PATRICIA DA TERRACYCLE:  A TerraCycle busca vender seus produtos em escala industrial que atinja a população como um todo. Buscamos vender produtos competitivos, de fácil acesso, úteis, mas diferentes e oriundos da reutilização de uma matéria-prima descartada.

JORDÃO: Onde eu compro os produtos da TerraCycle?

PATRICIA DA TERRACYCLE: Em torno de 10.000 produtos foram vendidos no WalMart entre o final de 2009 e início de 2010. Estamos aguardando o recebimento de matéria-prima para manufatura da segunda leva dos produtos TerraCycle. Em breve teremos outros canais de venda como o e-commerce da TerraCycle.

JORDÃO: Eu quero colaborar com a TerraCycle. O que eu devo ou posso fazer?

PATRICIA DA TERRACYCLE: Para você colaborar com a TerraCycle basta acessar o nosso site http://www.terracycle.com.br e fazer o seu cadastro para criar um time de coleta que pode ser na sua residência, empresa, escola, etc. e começar a  coletar as embalagens de refresco em pó e salgadinho. Nós pagaremos R$0,02 por cada embalagem coletada e que esse valor é alocado diretamente na Entidade de doação – escola ou entidade sem fins lucrativos- que o time escolher.

JORDÃO: Vocês já tem colaboradores e pessoas enviando lixo para vocês, certo? Como essas pessoas descobriram vocês? Que tipo de marketing vocês fizeram para lançar a empresa no Brasil, ou estão fazendo para aumentar a presença na terra brasilis?

PATRICIA DA TERRACYCLE: Sim, temos mais de 86,000 pessoas coletando embalagens para a TerraCycle. A TerraCycle é uma grande rede social por todo o mundo e agora no Brasil. Temos uma grande visibilidade na mídia, pois o nosso trabalho de relações públicas é muito forte e todos os tipos de mídias querem contar a nossa história e ajudar a divulgar o nosso programa. Contamos também com o apoio de ativação de marketing das marcas parceiras e que fomentam a divulgação do programa.  

JORDÃO: A salvação do mundo é a reciclagem?

PATRICIA DA TERRACYCLE:  Com certeza a reciclagem é uma das soluções mais inteligentes para reutilizar materiais, que ainda eram descartados, e transformá-los em outros produtos. As tecnologias em reciclagem estão crescendo e tendem a crescer cada vez mais para se tornarem cada vez mais sustentáveis.

JORDÃO: A grande maioria das ONGs vivem de esmola e assistencialismo do governo ou privado. Vocês estão indo atrás das próprias receitas. O que a TerraCycle pode ensinar as ONGs ou Empresas sobre Empreendedorismo?

PATRICIA DA TERRACYCLE:  Segundo Tom Szaky: "A TerraCycle pode fomentar outras Empresas e ONGS a implementar grandes e importantes ideias – especialmente as verdes e voltadas para sustentabilidade – basicamente pensar grande e isso vai acontecer."


Duffel ruf