O credo da Johnson & Johnson

A filosofia da Johnson & Johnson é baseada em
uma carta de príncipios escrita em 1943 por Robert Wood Johnson, filho
do fundador da empresa e responsável pela transformação de um pequeno
negócio familiar em um empreendimento mundial. Em um documento de uma
página, denominado Nosso Credo, Robert Johnson definiu a
responsabilidade da companhia para com seus consumidores, empregados,
comunidade e acionistas.

"Nós somos responsáveis para com nossos empregados, homens e mulheres
que conosco trabalham em todo o mundo. Cada um deve ser considerado em
sua individualidade. Devemos respeitar sua dignidade e reconhecer seus
méritos. Eles devem sentir-se seguros em seus empregos. A remuneração
deve ser justa e adequada
e o ambiente de trabalho limpo, ordenado e seguro. Devemos ter em mente
maneiras de ajudar nossos empregados a atender às suas responsabilidades
familiares. Os empregados devem sentir-se livres para fazer sugestões e
reclamações. Deve haver igual oportunidade de emprego, desenvolvimento e
progresso para os qualificados. Devemos ter uma administração
competente, e suas ações devem ser justas e éticas.

Resultado ? 190 companhias sediadas em 51 países nos cinco continentes.
Seus produtos são comercializados em mais de 175 países. Em 2000, a
Johnson & Johnson ocupou o 17º lugar no ranking da revista Fortune
de companhias mais admiradas no mundo e o terceiro lugar entre as
companhias farmacêuticas.